Capa >> Arquivos de Tag: game (page 4)

Arquivos de Tag: game

33

AIka Online ganha atualização; Epic II abre para os jogadores

O MMORPG Aika Online, administrado no Brasil pela Ongame, traz para seus usuários a continuação da história com a atualização Epic II, que traz novos mapas, armas, armaduras, aumento do level cap do jogo entre outras novidades.

Essa atualização contribui para aumentar ainda mais a mitologia do jogo, mostrando aos usuários uma nova ilha flutuante e contando um pouco mais da história do mundo e quais os motivos da deusa Aika ter criado essa nova terra que esconde muitos perigos e um enigma, já que ninguém sabe o que congelou essa ilha inteira. Leia Mais »

Gameforge anuncia RPG online de ação Hellbreed

A Gameforge, fornecedor líder europeu de jogos online free-to-play, anuncia o lançamento de Hellbreed, um RPG de ação free-to-play para browser com gráficos sem precedentes. O jogo havia sido previamente introduzido aos jogadores durante a Gamescom 2010 sob o título provisório “Soulbinder”. Agora, finalizado e batizado como Hellbreed, tem lançamento oficial em português previsto para 19 de setembro de 2011. Leia Mais »

Mexicano fatura torneio latino-americano de StarCraft II

Torneio Invitational Latino-Americano 2011 de StarCraft II aconteceu na California, sede da produtora, nos Estados Unidos

A Blizzard organizou nos dias 10 e 11 de agosto o Torneio Invitational Latino-Americano 2011 de StarCraft II, que aconteceu na sede da produtora, em Irvine, no Estado da California (EUA).
Leia Mais »

MegaDriver fará pocket show no YouPix Festival

Pitfall é a última música lançada pela banda, que estará no evento de internet

Neste final de semana, acontece o YouPix Festival no Porão das Artes, da Bienal Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Vai ter muita gente discutindo as tendências da internet, vários nerds, e algumas ‘celebridades’ do mundo digital.

Porém, quem disse que não pode ter um pouco de game music nisso? Por isso, a banda MegaDriver tocará no evento, fazendo um pocket show.

A banda é conhecida por unir o Heavy Metal com as músicas clássicas de jogos de videogame.

E claro, fazendo jus ao nome da banda, clássicos como Sonic, Altered Beast, Castlevania e Top Gear estarão na playlist da banda gamer. Leia Mais »

Michael Jackson The Experience vendeu 2 milhões de cópias

A Ubisoft comemora que seu game de dança Michael Jackson The Experience vendeu 2 milhões de unidades para Wii, Nintendo DS e PlayStation Portable (PSP) nas Américas , Europa, Oriente Médio e Ásia, de acordo com estimativas internas. Os últimos dados de vendas não incluem o Japão, que tem uma das maiores e mais apaixonadas concentrações de fãs do Michael Jackson do mundo. O jogo será lançado nas terras nipônicas ainda este ano.

Lançado em novembro, Michael Jackson The Experience permite aos jogadores vivenciarem o rei do pop dançando os passos inspirados em sua lendária coreografia e ouvindo e cantando sua música que marcou a pop music mundial.

“Michael Jackson The Experience é hit no mundo todo e oferece aos fãs o jogo que sempre esperaram”, afirma Yves Guillemot, executivo chefe da Ubisoft. “Como líder no gênero de jogos de dança, nossa equipe trabalhou com muito entusiasmo para construir uma experiência que recria o mundo mágico dos vídeos e apresentações de Michael Jackson. Estamos ansiosos para trazer o game para Kinect e Move, e assim levar a uma audiência ainda maior para que também possam aproveitar o game com amigos e família”.

“Estamos absolutamente encantados em como as pessoas do mundo todo gostaram de Michael Jackson The Experience”, disseram John Branca e John McClain, proprietários do espólio de Michael Jackson. “A paixão que mostram por aprender e dançar os passos clássicos de Michael é um tributo a seu incrível legado. Famílias estão compartilhando unidas a experiência que é divertida, única e energética”.

Michael Jackson The Experience estará disponível para Kinect, Xbox 360 e PlayStation Move do PlayStation 3 em abril de 2011 na América do Norte, América do Sul, Europa, Oriente Médio e territórios asiáticos. Pela primeira vez, a experiência de jogo em Kinect e PlayStation Move permitirá aos fãs marcarem pontos tanto por dançar quanto por cantar, tendo assim uma experiência completa de performance.  De novidade para Kinect e PlayStationMove também terão as músicas “Blood on the Dance Floor” e “I Just Can’t Stop Loving You”, além de outras a serem reveladas em breve.

As versões para Kinect e PlayStation3 vão incluir  novas e exclusivas características para enriquecer a experiência do jogador. No Kinect, a tecnologia Player Projection, da Ubisoft, projeta o corpo do jogador na tela e seu movimento é então reproduzido no jogo. Este nível de imersão permite aos jogadores serem envolvidos pelo clima inspirador da música e performance de cada música de Michael Jackson.

Os modos inovadores co-op (cooperativos) e Battle multiplayer permitem até quatro jogadores dançarem ou competirem pelo prêmio de melhor performance com a versão para Kinect. O game tem  vários níveis de dificuldade e modo para praticar asseguram que o jogo seja tanto acessível quanto desafiador.

Unicamente na versão para PlayStationMove haverá uma ligação direta com o Facebook que permite ao jogador postar imediatamente seu progresso e fotos jogando em seu perfil, mostrando suas habilidades a seus amigos. O jogo também se adapta ao hardware disponível (somente Move, somente microfone ou microfone Move plus) e oferece dança, canto ou dança e canto dependendo dos acessórios que o jogador tiver.

Além disso, o modo Michael Jackson School serve tanto para Playstation Eye quanto para Kinect, permitindo aos jogadores se verem na tela ao lado de renomados dançarinos que de fato trabalharam com Michael Jackson para aprender passos que se tornaram ícones do rei do pop. Para mais informações sobre Michael Jackson The Experience, acesse o site do jogo no Facebook.

Ubisoft lança Raving Rabbids Travel in Time

Os loucos Rabbids estão de volta em Raving Rabbids Travel in Time, lançamento da Ubisoft para Nintendo Wii.
Desta vez, os coelhos malucos viajam no tempo em uma máquina de lavar roupas, desembarcam no passado e causam muita confusão em famosos momentos históricos.
Os jogadores vão mergulhar no passado e revisitar momentos célebres da humanidade como, por exemplo, a descoberta do fogo, os primeiros passos do homem na lua, e decidir se o curso da história precisa ser mudado. Raving Rabbids Travel in Time é distribuido no Brasil pela NC Games.
No Menu Principal do jogo há  um museu interativo com minigames no qual apresenta os Rabbids cantando e dançando. São mais de trinta coelhos customizados, de um egípcio a um cowboy e um pirata, dando ao jogador liberdade de escolher o seu personagem.
Pode-se jogar mais de vinte games diferentes em cinco modos de jogo. Também é possível jogar online ou em tela dividida com quatro jogadores. Além de competir com os amigos em um exclusivo modo multiplayer online, os jogadores também podem compartilhar e comparar suas pontuações e troféus com toda a comunidade Rabbids, e ainda conectar seu perfil de jogo ao seu perfil no Facebook.

A Ubisoft e a Aardman, estúdio que já produziu filmes como Wallace e Gromit e A ovelha Choné, firmaram uma parceria para a produção de um piloto e diversos curtas-metragens sobre esses personagens.
O jogo Raving Rabbids Travel in Time chega às lojas brasileiras pelo preço sugerido de R$ 149,90. Para conhecer mais informações sobre o jogo acesse o site oficial do jogo e a sua pagina no Facebook.

Gran Turismo 5: 5,5 milhões de unidades vendidas

A Sony e a Polyphony comemoram a venda de 5,5 milhoes de unidades do Gran Turismo 5 desde o lançamento.

Desde que foi lançado, em 1997, a série do game de corrida da Sony superou a marca de 60 milhões de unidades vendidas.

Em novembro deste ano, GT5 tornou-se o oitavo game mais popular dos Estados Unidos, ficando atraás apenas do mais recentemente lançado Need for Speed: Hot Pursuit, da Electronic Arts.

O chefão da Polyphony Digital, Kazunori Yamauchi, disse que mesmo com a demora no lançamento e os vários atrasos, o jogo tornou-se perfeito para o lançamento.

“Eu só posso pedir desculpas por todos esperarem tanto tempo e espero que quando você experimentar a riqueza de experiências de dirigibilidade em Gran Turismo 5, você não ficará desapontado”, explicou ao site GamesIndustry.

Você que não viu ainda, assista a fantástica abertura de Gran Turismo 5:

[Leitor] Um marginal em meio à nova geração eletrônica

__________________________________________________________

Leia a reprodução do post do blog do meu amigo Rafael Jubelini, do Hilário Diário, sobre os jogos caros e como é duro ser gamer no Brasil.

Quer participar do Leitor NoReset? Basta enviar um e-mail para noreset@noreset.net que logo o seu texto será publicado aqui!

__________________________________________________________

Quem lê o blog e não me conhece deve pensar que eu odeio tudo. Mas não. Há coisas que eu adoro fazer. Uma delas é o videogame. Chamem de nerd, como quiserem, mas a verdade é que desde que me conheço por gente eles estão na minha vida e com certeza sempre estarão. Estou nessa desde os quatro ou cinco anos de idade e já passei por Atari, Master System, Mega Drive, Super Nintendo, Nintendo 64 e Playstation 2.

Meus pais já gastaram uma nota em consoles e jogos para mim, principalmente quando era preciso adquirir os originais. Com o PS2, e com o surgimento de barba e vergonha na minha cara, isso deu uma sossegada.

Estava tudo muito bem, tudo muito legal, até que, dia desses, um japa filho da puta da Sony acordou e disse:

– Shakimexi Nakara putagura picofu dermura Rafael né?! (Tradução: mas que belo dia para fuder um filho da puta chamado Rafael né?)

Sim, o miserável do japa criou todo um sistema visando única e exclusivamente foder um rapaz branquelo, alto e narigudo que mora do outro lado do mundo. O cretino criou uma forma de vencer a pirataria. Ou seja, a poderosa, invencível e ABENÇOADA pirataria foi vencida e agora temos que comprar jogos originais. Só o console é mais de mil reais, imagina pagar 200 conto no mínimo por um jogo? Já perdi as contas de quantas merdas eu já comprei, joguei cinco minutos, e viraram frezbie de cachorro, peso de papel, encalço para cadeira e mesa. Seria muito mais drástico agora, que EU teria que pagar com o MEU dinheiro. Tragédia. Esse japa filho da puta deve ler este blog e procurou motivos para um novo texto, só pode ser.

Enfim, após anos de Nintendo 64 e Super Nintendo, com seus jogos caríssimos e originais, prometi a mim mesmo NUNCA MAIS COMPRAR UM JOGO ORIGINAL. Sim, eu compro PIRATA e enquanto não pagarem salários que possam pagar mídias originais eu continuarei comprando PIRATA. E não me venham com papinho de pirataria é crime e blábláblá. Crime é o assalto de comprar 200 mangos num jogo. “Mas a pirataria alimenta o tráfico.” HUAHUAUHUAHAUH! Os caras que estão lá fazem isso porque são desempregados nesse sistema de merda que vivemos. Quer dizer que cinco reais que pago num DVD vai alimentar o crime nos morros? E eu sou idiota? Posso ser com algumas coisas. Entretanto, neste aspecto não. Joguinho de peso na consciência comigo não cola.

Pau no c* desses miseráveis que cobram uma fortuna de impostos e fazem o jogo chegar aqui pelo quádruplo do preço. A solução contra o fantasma da pirataria é o bom senso. Influenciem a compra de originais dando um preço justo, não com propagandinhas de merda! Minha consciência vai pesar se eu pagar 200 pau em um jogo, não por comprar pirata e estar supostamente ajudando o crime. Pff, algum imbecil caiu nessa? Não só compro como faço amizade com os manos da barraquinha, sou um associado do crime agora?

Bom, eu não pretendia ficar fora da evolução do videogame. Vencido pelo japa miserável da Sony, passei a ver o Xbox-360 com bons olhos. Jogos piratas! Viva a pirataria! Mas, e na minha vida as coisas boas sempre vêm acompanhadas de um “mas”, estou me acostumando a levar um duro golpe após momentos de felicidade. Alegria de azarado dura pouco. Se comprasse um desbloqueado, que aceita games falsos, não poderia jogar nada online. Se jogasse, a Microsoft, que faz o Xbox-360, identificaria meu aparelho desbloqueado e o baniria da Live, o servidor que permite esse acesso. Ficaria com um vídeo-game impossibilitado de conectar à internet para sempre.

E volta o cão arrependido, com seu nariz farto, a carteira roída, atrás de uma nova alternativa. Com o rabo entre as patas, dividi em várias vezes um computador novo. Vários gigas de memória, HD, processador ótimo. Pronto, jogarei as bagaças no PC. Adquiri um controle tals, comprei jogos PIRATAS liguei meu novo computador e… E… Não deu. Ficou para a próxima.

Quando se trata de Razinho as coisas são bem mais complicadas que o normal. O PC não rodava os games fodões. Precisa de um tal Shader Mode 3.0 ou superior para dar certo. Eu, inocente, para não dizer burro, procurei no Google na esperança de baixar o tal Shader Mode 3.0, instalar e poder jogar tranquilamente. Afinal, eu só quero jogar, CARALHO! É pedir muito isso???

O tal Shader Mode 3.0 não é para ser baixado e sim comprado. Indicava que a placa de vídeo do meu PC precisava ser mais avançada. No entanto, a força superior me fez nascer com algo chamado persistência. Afinal, não teria graça zuar um cara que desistisse fácil. Então é uma característica boa para mim e para a temida força superior, pois assim ela pode me zoar à vontade, muitas vezes.

Fui atrás da PORRA da placa de vídeo:

– Cerca de 300 reais no seu cartão Mastercard.

– Certo ok, vou levar então.

– Ah não esqueça da fonte hein?

– Fonte? Como assim?

– Sim, precisa de uma fonte de energia para suportar a placa.

– Tá, quanto custa isso?

– 200 reais

– FUUUUUUUUUUUU

É senhoras e senhores. Cá estou, totalmente avesso às novas tecnologias de videogames. Logo eu, que sempre fui um aficionado. Fui obrigado a recuar e esperar. Logo eu novamente, que odeio esperar. Se eu já não tinha grana antes, agora que comprei o PC na esperança de poder jogar e fracassei tenho menos ainda. Agora vou-me, jogarei PACIÊNCIA no meu PC novo de última geração.

Brasil vende oficialmente Bioshock 1 e 2 para PCs

bioshock_pc

Os gamers brasileiros já podem desafiar a Inteligência Artificial dos monstros de Rapture em seu PC. O  jogo de suspense e tiro em primeira pessoa: Bioshock, da 2K Games, chega ao Brasil com exclusividade pela distribuidora Synergex.

Com caixa e manual em Português, pode ser encontrado em duas versões: Bioshock, de 2007 e ganhador de diversos prêmios de crítica; e Bioshock 2, lançado mundialmente este ano, que traz o modo multiplayer. Ele permite que os gamers assumam o controle de “cobaias” da Sinclair Solutions, a principal provedora de modificadores genéticos, e lutem uns contra os outros em diversas modalidades de jogo.

Bioshock é uma experiência de ação e narrativa que permite ao jogador fazer o impossível durante sua jornada através de um mundo imersivo e aterrorizante.  Capturado por forças poderosas e caçado por cidadãos geneticamente modificados, o personagem principal acaba encontrando-se no misterioso e fascinante mundo de Rapture, uma utopia subaquática que sucumbiu à loucura.

Bioshock desafia não apenas a capacidade de adaptação e sobrevivência do jogador, mas também o questiona sobre seus valores e compromissos em relação aos sobreviventes de Rapture. Com a Inteligência Artificial utilizada em Bioshock nenhum encontro acontece da mesma maneira, enquanto inúmeras opções de customização provêm o jogador com uma experiência que se adapta ao seu estilo de jogo.

Bioshock 2 tem como cenário a queda de Rapture. Dez anos depois, o jogador volta como um protótipo de Big Daddy, o mais icônico inimigo da série.  Para sobreviver a este novo desafio e descobrir quais outros segredos a cidade utópica ainda guarda, o jogador deverá usar todas as novas ferramentas e elementos disponíveis.  Os jogos devem váriar entre R$49,90 (Bioshock) e R$99,90 (Bioshock 2)

Hoplon anuncia nova etapa do Taikodom

taikodom

A Hoplon Infotainment vai lançar uma nova etapa do game Taikodom, que também passará a ser publicada no mercado internacional a partir deste ano.

O jogo desenvolvido pela empresa catarinense  tem sua ação concentrada em uma região do Universo Taikodom. Nessa etapa da cronologia, o Consortium já se estabeleceu no Núcleo, mas enfrenta conflitos no Território.

“Esta nova etapa trará uma grande inovação para o segmento de MMOGs (Massively Multiplayer Online Games), que irá agradar  os jogadores. Mas ainda não podemos anunciar detalhes”, informa o CEO da Hoplon, Tarqüínio Teles. Segundo Teles, a empresa prepara muitas novidades para os brasileiros fãs de MMOGs. O game contará com um enredo que reserva muitas surpresas e desafios.

Em breve, a Hoplon vai anunciar a abertura das inscrições para a fase de beta fechado.