Capa >> Arquivos de Tag: Pokémon

Arquivos de Tag: Pokémon

0

Crossover FAIL+ – Desfecho

Olá pessoas. E antes que pensem que eu parei de desenhar a série do Ash Marombado, eu digo: NÃO!

Explicando melhor, antes de participar do Brazil Mangá Awards, o qual não ganhei mas foi uma baita evolução no meu traço, já tinha começado a desenhar o desfecho da aventura da trupe do Ash Marombado na cidade do deserto. Contudo, eu parei no meio e só terminei a bendita depois do concurso. Vocês irão notar que no meio do capitulo o traço dá uma leve mudança, logo não se assustem com isso.

 

 

Antes que falem algo, sim, se eu inclui o Edward Elric e a Tokiko na história, botar o Alphonse Elric e o Kazuki não seria grande novidade. Até pensei em outros, mas ai viraria bagunça. Aproveito o espaço para dizer que além de já ter outro capitulo todo desenhado, esperando apenas edição, logo mais postarei uma história que eu publicava em outro site, mas devido à divergências, não pude continuar publicando por lá.

Aguardem novidades, seres. E fica a pergunta no ar: como o Alphonse conseguiu achar um gato comum no universo Pokemon?! TAM TAM TAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAM!!!

Tiras NoReset – Crossover FAIL #9

Olá pessoas, como está o planejamento para o feriado? Eu não pensei em nada…

Curtir preguiça, talvez…

Porem a tirinha da semana volta ao ar, relembrando que ainda recebo montagens do Ash Marombado (relembre clicando aqui). Claro que a epopéia dos protagonistas continua, contudo eles se perdem…DE NOVO:

Aliás se alguem não “pescou”, o item que Aeris ganhou é o Razorback. Em resumo, o Razorback é um item que impede o Sniper (uma das classes do Team Fortress 2) de “ganhar” uma facada nas costas do Spy (outra classe, DUH). Maiores detalhes do Razorback aqui, e mais detalhes da utilidade do Razorback logo abaixo:


Se ela tivesse usado o Razorback, ela ainda estaria na sua party, amigo fanboy de Final Fantasy (isso serve para mim tambem)

Tiras NoReset – Crossover FAIL #6

Olá pessoas, como estão? Este sou eu, o “cara das tirinhas”.

Já disse algumas vezes, porem é bom repetir que aceito dicas de tirinhas. E foi o que aconteceu nos comentários da ultima tirinha, através da mente perspicaz do senhor @JUrameshi. A idéia foi tão boa, mas tão boa que fiz uma tirinha às pressas sobre isso. Veja:  Leia Mais »

Tiras NoReset – Crossover FAIL #5

Olá pessoas, depois de uma semaninha divertida para mim (explico numa postagem futura), começamos a semana.
Relembrando que, apesar de estar fazendo a série Crossover FAIL, ainda estou aceitando sugestões de tirinhas. Se tiver um roteiro pronto, melhor ainda =D. Entre em contato comigo através dos comentários ou pelo Twitter @wesley__pires. E vamos à tirinha.

 

"OH YEAH..."

Leia Mais »

Tiras NoReset – Crossover FAIL #2

Olá pessoas, olha eu aqui outra vez. Atrasado eu sei, já peço desculpas por isso. Contudo, vamos à tirinha da semana, que é da semana passada.

Quando eu publiquei a “Crossover FAIL” no sábado, antes eu havia entrado num chat no skype com senhores como os senhores do Lagcast Artur Antunes (@ghosturbo), Zaider (o japa que desconhece quem seja Silvia Saint), Senhor B (@SenhorB, também do site Meia Lua X) e pessoas do Anime Freak Show que conheci no dia. Entre papos, conversas e devaneios de quem escreve esta matéria (Paula, desculpe pela piada da Bethania), veio a idéia de uma continuação da tirinha, que eu havia mostrado durante o papo. E eis o resultado da continuação daquela batalha Pokemon:

Pois é, até que o “Endurecer” do Metapod serviu para algo útil. Pra vocês verem que meus desenhos tem coerência, num é filme indiano como esse aí:

...me faltam palavras =O

Coerência passa longe ali. Aliás, como os senhores citados acima, mandem sugestões de crossovers meio que improváveis também. Não garanto que vire uma série, pois várias séries que comecei eunão continuei (juro que volto a desenhar tirinhas sobre Shadow of the Colossus), mas com boas idéias, tirinha virão.

Tiras NoReset – Crossovers FAIL

Olá pessoas, voltei da dengue. Pois é, estava com essa enfermidade e fiquei incapacitado por um bom tempo, e ainda sem net. Porem coisas boas apareceram: alem de eu ter me curado de tudo, comecei a trabalhar depois de uns 4 meses sem trabalho. E motivado com tudo isso, voltemos às nossas tirinhas da semana.

Olha aí, tô curado!

Estava pensando com meus botões sobre a quantidade de crossovers existentes nos jogos, seja nos personagens ou mesclando universos diferentes numa história mais coesa. Mas já pensaram que esses crossovers poderiam não funcionar? Então a tirinha foi feita baseada nisso, olhem aí embaixo:

Eu creio que o Catterpie dele tem level 200, mas é só um palpite.

Aliás, aquele desenho no meio da tirinha é meu avatar do Twitter, sabiam? É um meme chamado Impossibru, onde o japonês faz aquela careta e é incluído em um monte de fotos montagens. Exemplo abaixo:

Lembrando novamente que as tirinhas serão publicadas na sexta feira mesmo, esta postagem foi extraordinária e tentarei não voltar a fazer isso. E tambem agradeço a todos que mandaram mensagem no @wesley__pires falando para eu melhorar da dengue. Vocês são fodas, e meu trabalho é para o entretenimento de vocês.

Pokémon: encontre o erro na imagem abaixo

Imagem: osvigaristas.com.br

Leitor NoReset: Os jogos mais vendidos da história

noreset_gamenews

leitor_noreset

O Leitor NoReset de São José dos Campos/SP, Gabriel Melani mandou uma lista sobre os 10 jogos mais vendidos da história segundo um  site. Na lista existem desde clássicos do NES, jogos dos portateis Game Boy e DS e até a última versão do GTA.

Leia abaixo e opine caso concorde ou não com a lista.

10 – Grand Theft Auto: San Andreas – 17,29 milhões de unidades

Lançado em 2004 nos Estados Unidos, Grand Theft Auto: San Andreas foi um sucesso de vendas em todo o mundo. O jogo rendeu um lucro gigante para a Rockstar. O jogo foi desenvolvido para o PC, Playstation 2 e Xbox, o jogo foi criado pela Rockstar North.

9 – Super Mario Land – 18,14 milhões de unidades

Acompanhando o lançamento do videogame portátil Game Boy, o jogo foi lançado e criado em 1989 no Japão pela Nintendo. Criado por Gunpei YokoiSuper Mario Land se tornou um dos jogos mais populares de todos os tempos, vendendo milhares de cópias no mundo todo.

8 –  Nintendogs – 19,36 milhões de unidades

Desenvolvido pela Nintendo para o  portátil Nintendo DS, Nintendogs é um jogo de simulação em que o jogador deve cuidar, alimentar e brincar com o seu cachorro virtual. Lançado em 2005 no Japão, o jogo foi criação do japonês Shigeru Miyamoto.

7 – Super Mario World – 20,61 milhões de unidades

Considerado um “best-seller” do  Super NintendoSuper Mario World, criado pelo designer japonês Shigeru Miyamoto, acompanhou o lançamento do console. Considerado um sucesso comercial no mundo. O jogo foi lançado em 1990 no Japão, e é  um clássico dos jogos eletrônicos.

6 –  Pokémon Gold/Silver – 23,11 milhões de unidades

Lançado em 1999 no Japão, a versão Pokémon Gold & Silver foi criada pelo designer japonês Satoshi Tajiripor e desenvolvida pela Nintendo para o console portátil Game Boy. O jogo vendeu milhares de cópias no mundo inteiro, superando até mesmo algumas versões anteriores da companhia bilionária criadora do Pokémon.

5 – Wii Sports – 27,58 milhões de unidades

Desenvolvido pela Nintendo para acompanhar o console Wii, Wii Sports traz diversos esportes como tênis, golfe, boxe, basebal e boliche. O jogo eletrônico, lançado em 2006 nos EUA, contou com a criação do japonês Katsuya Eguchi e está entre os mais vendidos de todos os tempos.

4 – Duck Hunt – 28,31 milhões de unidades

O jogo eletrônico desenvolvido pela Nintendo e produzido pelo japonês Gunpei Yokoi foi lançado em 1984 no Japão. Considerado um dos jogos mais vendidos de todos os tempos, Duck Hunt foi um dos primeiros jogos de tiro a fazer tamanho sucesso. Eu jogava muito no meu Turbo Game, da CCE ^^

3 –  Tetris – 30,26 milhões de unidades

Listado entre um dos jogos de videogame mais bem-sucedidos de todos os tempos, Tetris foi desenvolvido pelo russo Alexey Pajitnov, em 1984, nos tempos aureos da Guerra Fria, para uma feira de ciências na União Soviética.  A Nintendo lançou o jogo soviético em 1986 no Japão. A partir daí surgiram inúmeras outras versões do jogo, mas a do console portátil Game Boy se tornou a mais popular e rentável de todas. Afinal quem não passou um bom tempo da sua vida tentando encaixar os bloquinhos e ovuindo uma boa música cossaca?

2 –  Pokémon Red/Green/Blue – 31,38 milhões de unidades

Desenvolvido pela Nintendo com ajuda do designer japonês Satoshi Tajiri, o Pokémon Red & Blue, nos EUA,  e Pokémon Red & Green, no Japão, é o primeiro jogo da série que se tornou um enorme sucesso entre os usuários. Lançado em 1996 no Japão, o jogo eletrônico rendeu muitas outras derivações.

1 –  Super Mario Bros. – 40,24 milhões de unidades

Apresentado no Livro Guinness dos Recordes como o jogo de videogame mais vendido de todos os tempos, Super Mario Bros, lançado pela Big N em 1985 nos EUA, é considerado um clássico do mundo dos games. Criado pelo designer japonês Shigeru Miyamoto, o jogo mudou o conceito de jogo de plataforma, inspirando inúmeras outras seqüências até os dias de hoje.

LEITOR NORESET
Você quer mandar um texto? Envie a sua proposta para o noresetmail@gmail.com que a nossa equipe vai revisar e postar os melhores textos do maior blog de fuleiragens e chinelagens da internet.

rodape_noresetnet2

As melhores fases dos Games (Parte 1)

noreset_fuleiragens

smw

Gustavo OliveiraTodo bom gamer que se preza tem um game favorito, um personagem favorito, um final favorito, entre outros. Agora pouco, no ápice de meu ócio, estava refletindo sobre fases de videogame e o quão pouco as pessoas falam nelas. Sempre há aquela fase, área, região ou lugar de um jogo de videogame que todos nós gostamos mais, e se pudéssemos, ficaríamos ali durante horas matando inimigos, coletando itens ou até mesmo, admirando a paisagem.

Suponho que todos tem suas fases favoritas nos games e eu resolvi fazer um lista sobre algumas das minhas fases favoritas no mundo dos games.

E não é só eu, não senhor. Transformarei esse tema num “meme” interno do blog, cujas regras são as seguintes:

– Os integrantes do blog deverão postar uma lista de quais são as suas fases favoritas (eu vou postar 3, mas o dono da lista pode postar quantas quiser).
– Cada integrante deverá postar uma lista por dia, não necessariamente em dias corridos, na seguinte ordem:

– Gustavo Oliveira
– Cido Coelho
– Fernando Uehara
– Rebeca Gliosci
– Wesley Pires
– Julyana Rosa
(essa só escreve se quiser e tiver tempo, hehehe)

– Cada integrante da lista não poderá postar sua lista enquanto o integrante anterior não postar a lista dele. (isso não é desculpa para não trabalhar e ficar sem postar as notícias, hein jacarezada?)
– Não necessariamente deve ser uma “fase”. Pode ser uma região, parte ou lugar (por exemplo, eu também gosto bastante da delegacia em Resident Evil 2).

Agora sim eu dei uma de chefe, hein? Fala aí?

No meu caso, em especial, resolvi postar uma pequena lista de “fases” dos games que gosto. Aqui, não sei por qual motivo, resolvi ser totalmente “Old School”:

3º Lugar: Saffron City – Pokémon Yellow (Game Boy)
saffron

Embora a imagem ao lado tenha sido tirada de Pokémon FireRed/LeafGreen, o jogo de Pokémon Yellow tinha na cidade de Saffron, a sexta cidade do jogo, o local mais legal para se treinar os Pokémon.
Nessa altura do campeonato, era bom que todo o seu time de monstrinhos estivesse no nível 40 (no mínimo!) para se evitar dores de cabeça, já que você tinha que subir vários andares do prédio da Sliph Company, afim de libertá-la do domínio da Equipe Rocket. Chegando ali no meio do prédio, você ganhava de presente nada mais nada menos que um Lapras (um dos melhores Pokémon do tipo Ice) e encontrava seu rival, Gary, que vinha tomado no Jiraya com um time ferrenho de Pokémon, além de seu Eevee evoluído para uma das três formas: Jolteon, Flareon ou Vaporeon.
Chegando vivo ao final da torre, você descia e corria para o ginásio mais doido que eu já vi até hoje, para enfrentar a líder Sabrina que usava Pokémons psíquicos, um dos tipos mais temidos do jogo. Dona de um Abra, um Kadabra e um Alakazam, Sabrina era osso duro de roer, mas a batalha valia a pena. No final de tudo você ainda podia andar pela cidade para ganhar dois TM´s que eram o “mais puro creme do milho verde”: Psychic e Mimic.
É bom ou não é?

2º Lugar: Spirit Temple – The legend of Zelda: Ocarina of Time (Nintendo 64)
spirit-temple

Quando a gente é criança, tudo é lindo: A gente brinca o dia todo e parece que o dia não vai acabar, nossas mães cortam nossas unhas do pé, a gente salva os gorons do Rei Dodongo na trilha da montanha da morte e pula dos mais altos precipícios segurando uma galinha e plana até o outro lado sem se machucar. Quando a gente cresce, a coisa muda.
Pra Link também foi assim, tá pensando o quê?
Ao chegar no quinto templo, já adulto, você já está bem “forçudo” e mais equipado que o Batman e o Robocop juntos, mas ainda assim, não consegue empurrar um bloco que está localizado na entrada do templo. Como fazer?
Simples. Dê um pulo no Templo do Tempo, enfie a espada (ui) no pedestal e volte como criança.
O legal dessa fase, é que além de fazer um bom uso de todos os tipos de puzzle e armas (arco-e-flecha, bombchu, bombas, espada, bumerangue) você precisa passar duas vezes no templo: Como criança e como adulto. Além disso, a visual, as cores, a beleza dos efeitos de luz, as duas chefes que no final se fundem em uma só e o uso inteligentíssimo do Mirror Shield fazem desta fase um primor deste game de Shigeru Miyamoto.

1º Lugar: Cassino Night Zone – Sonic 2 (Mega Drive)
cassino-night

Depois de passar os maiores perrengues do mundo na molhada e terceira fase, Aquatic Ruin Zone e quase morrer afogado, é hora de relaxar e curtir uma jogatina na quarta e belíssima fase do game.
Em uma mistura de cassino e máquina de Pinball, você rola com Sonic e Tails ao longo dos estágios quase sem inimigos, de modo à recuperar algumas vidas perdidas no estágio anterior. A música é uma espécie de funk americano, misturado com batidas eletrênicas (ou seja, é o maior barato). Além disso, o estágio é muito colorido, é a noite, tem clima de balada (ou seja, legal bagarai) e, ao fundo, uma belíssima cidade que possui ares cosmopolitas. O chefe no final nem é tão legal assim, mas é tão “supimpa” ficar brincando de pinball e cassino com Sonic que dá até dó passar a fase no final.

rodape_noresetnet2

Da série compre, coma e nunca mais pegue ninguém

Essa quase foi pra categoria cachacisses. Quase…

Vou postar porque tá todo mundo postando.
Saca só:

O Burger King deve ter um presidente gamer. Ou, no mínimo, o cara que cuida do “Burger King do Brasil Ltda.” deve dar uma pegadinha no joystick.

Se você comprar um Bk Kids (ou um “King Lanche Feliz”, se assim preferir) leva de brinde um bonequinho desses aí em cima junto com uma cartinha do Trading Card Game.
Na verdade, custando quase 20 reais, acho que o pequeno lanche para as criancinhas é que vem de brinde se você comprar o brinquedo (Tão querendo enganar quem?).

Mas diferente dos outros blogueiros aí, eu não vou comprar o lanche para receber um bonequinho desse.
Eis os motivos:

1 – Não quero perder a forma.
2 – Já fui mais fã de pokémon, atualmente, os games estão exigindo muito tempo para isso.
3 – Um lanchinho mixuruca desse aí não mata a fome de ninguém. Eu mesmo comeria 15…
4 – Já imaginou se alguma das minhas fãs me vêm com um bonequinho do Pikachu. O que vou dizer para elas?

Por essas e outras, não comprarei, mas se alguém quiser enviar, até aceito.
Juro que escondo na gaveta e não deixo as garotas verem…

Eu juro.