Capa >> Arquivos de Tag: sega

Arquivos de Tag: sega

Há 20 anos, o Sega Saturn era lançado no Japão

Sega Saturn, o console de 32 bits da Sega, rival do PlayStation, da Sony, completa 20 anos neste domingo. A primeira idéia começou entre 1992 e 1993, quando a Sega estava decepcionada com os resultados do Mega Drive/Genesis, diante do Super Nintendo, da Nintendo na Batalha dos 16-Bits. Mesmo com a criação dos periféricos Mega CD/Sega CD, o console não conseguiu fazer frente ao SNES.

IMG_5049.JPG

Então, a Sega começou a pensar no sucesso dos seus jogos dos arcades Sega Model 1 que tinha grande capacidade de processamento, perto dos 32-Bit e criava gráficos em 3D. Virtua Fighter, Daytona USA, Virtua Racing conquistou vários fãs. Essa vantagem poderia ser o ponto de partida inicial do que foi apresentado em 1994.

IMG_5047.JPG

IMG_5052.JPG

Durante a Tokio Game Show, o Projeto Saturn foi anunciado. Depois o console teria o mesmo nome. O CPU foi desenvolvido a partir de uma parceria com a Hitachi. Assim nasceu o SuperH RISC Engine, o SH-2, que na visão dos executivos da Sega era barato e eficiente. Porém, após o seu lançamento, o console não teve vida fácil.

IMG_5050.JPG

Pois, de um lado tinha a Sony, com seu primeiro videogame do mercado, o PlayStation e a Nintendo, que lançou em 1996 o Nintendo 64, que conseguiu arrebatar vários jogadores com seu poder extremo de processamento de gráficos e jogos que venderam que nem água.

IMG_5044.JPG

No fim, em novembro de 1998, quando foi descontinuado nos EUA, o Sega Saturn chegou a marca de 9,5 milhões de consoles vendidos no mundo. A última pá de cal foi dois anos depois. Ele foi descontinuado no Japão, em novembro de 2000, há 14 anos… O tempo voa!

IMG_5046.JPG

IMG_5048.JPG

LevelGamer #06 – Altered Besta

Olá Nação Gamer!

No episódio de hoje Eduardo Moska joga e comemora os 25 anos de Altered Beast!

Comente e Curta!

Vale a pena? Crazy Taxi (Xbox Live/PSN)

Artur Palma, Daniel Mello e Thiago Rebouças enfrentam o alucinado trânsito das ruas de São Francisco e experimentam a versão de Xbox Live e PlayStation Network do clássico de Dreamcast Crazy Taxi.

Vale a pena? Virtua Fighter 2 (Xbox Live Arcade/PSN)

Artur Palma, Daniel Mello e Thiago Rebouças testam o relançamento de Virtua Fighter 2 para o Xbox 360 e PlayStation 3. Será que ele vale a pena?

O fim da THQ: Sega, Crytek, Koch Media, Take-Two e Ubisoft levaram

Esta semana a THQ acabou. Uma carta do CEO Brian Farrell e do presidente Jason Rubin, que foi enviada na quarta-feira, 23, aos empregados da produtora, confirma a dissolução da empresa. Boa parte da THQ será vendida neste fim de semana para a Sega, Koch Media, Crytek, Take-Two Interactive e Ubisoft, que ofereceram as melhores propostas para algumas franquias e estúdios da empresa norte-americana falida.

Antes, estava previsto que a THQ seria vendida pelo fundo Clearlake Capital. Os credores não concordaram, porque perceberam que se os ativos fossem vendidos de forma separada, o lucro final seria maior e mais vantajoso do que uma venda única.

Os executivos da empresa falida avisam os atuais funcionários da THQ que uma parte conseguirá manter o emprego e que infelizmente uma outra parte vai aumentar a fila do desemprego.

Eles esperam que os estúdios vendidos tenham uma boa continuidade com os novos donos e esperam que elas sigam crescendo.

Segundo o Kotaku, os números dos leilões foram estes:

>> Volition e os direitos de Metro foram comprados pela Koch Media, que ofereceu US$ 22 milhões pelo estúdio e US$ 5,8 milhões pelos direitos da franquia. A Ubisoft tinha oferecido US$ 5,4 mi e US$ 5,175 milhões respectivamente;

>> A Evolve foi comprada pela Take-Two Interactive por US$ 10 milhões contra a pequena oferta de US$ 250 mil, que foi oferecida pela Turtle Rock e não levou;

>> Já a alemã Crytek leva os direitos de Homefront por US$ 500 mil. A nova produtora confirmou uma nova sequência para a série;

>> Pela Relic, de Company of Heroes, foi levada pela Sega, que pagou 26,6 milhões de dólares, contra a proposta da Bethesda ZeniMax, que queria pagar US$ 500 mil;

>> Por fim, a francesa Ubisoft conseguiu os direitos de South Park por US$ 3,265 milhões e conseguiu o estúdio THQ Montreal por US$ 2,5 milhões. Junto com o estúdio, foram recontratados antigos funcionários que ajudaram a fazer Assassin´s Creed.

 

infograficoleilaothq25012013

 

LEIA O COMUNICADO OFICIAL DA EMPRESA AOS EMPREGADOS:

Para todos os funcionários da THQ:

Agora nos temos as respostas que buscavam por meio da nossa reestruturação financeira e caso Capítulo 11. Embora grande parte será escrita, aqui estão os fatos de as propostas e do leilão que ocorreu.

Ontem de manhã, recebemos uma oferta concorrente para a empresa operacional, juntamente com oferta Clearlake, e inúmeras ofertas para ativos separados.

Durante um processo de leilão que durou mais de 22 horas, a conclusão final foi de que as propostas em separado de ativos poderia render mais do que um único comprador para a maioria da empresa.

Em breve, iremos, apresentar os resultados ao Tribunal de Falências dos EUA, que deve concordar com a nossa avaliação.

As vendas propostas de ativos múltiplos é como se segue:

>> Sega concordou em comprar a Relic;
>> Koch Media concordou em comprar a Volition e Metro;
>> Crytek concordou em comprar Homefront;
>> Take 2 acordou a compra da Evolve, e;
>> Ubisoft concordou em comprar (THQ) Montreal e South Park;
>> Esperamos que essas vendas para fechar esta semana.

Alguns ativos, incluindo os negócios de publicação e a Vigil, juntamente com algumas outras propriedades intelectuais não estão incluídos nos contratos de venda. Eles continuarão a fazer parte do caso Capítulo 11. Faremos todos os esforços para encontrar compradores, se possível.

O que isto significa para os funcionários

Esperamos que a maioria dos funcionários das entidades incluídas na venda seja oferecido um emprego pelos novos proprietários. No entanto, não podemos dizer o que estes proprietários têm a intenção, e provavelmente haverá algumas posições que não serão necessárias com a nova propriedade. Você deve notar esta ou no início da próxima semana, se os novos donos pretendem estender o emprego para você.

Por favor, note que os termos de seu novo emprego, incluindo salários e benefícios, podem ser diferentes das condições atuais de seu emprego com a THQ.

Se você é um funcionário de uma entidade que não está incluído na venda, lamentamos que sua posição vai acabar.

Um pequeno número de nosso pessoal da sede continuará a ser empregada pela THQ além do dia 25 de janeiro para ajudar com a transição.

A THQ tem recursos suficientes para pagar esses funcionários para o trabalho daqui para frente, e nós entraremos em contato com esses funcionários imediatamente para garantir sua permanência no emprego durante este período de transição.

Estamos oferecendo a indenização certa para pagar e minimizar a interrupção para os empregados de empresas não-incluídas como determinar os próximos passos em suas carreiras.

Nós sabemos que você terá muitas perguntas sobre esta nota. Vamos nos reunir amanhã quando voltaremos a falar por meio deste anúncio e responder a quaisquer perguntas que você tenha. Você receberá uma folha de fato benefícios e questões com respostas para algumas perguntas que podem ter em sua mente. Por favor, reveja estes materiais.

Uma nota pessoal

O trabalho que vocês fizeram como parte da família THQ é imaginativo, criativo, artístico e altamente valorizada pelos nossos jogadores leais. Estamos orgulhosos do que temos conseguido, apesar resultado de hoje.

Tem sido o nosso privilégio de trabalhar ao lado da equipe THQ inteiro. Embora a empresa deixará de existir, estamos animado que a maioria dos nossos estúdios e jogos que continuarão sob nova administração. Nós esperávamos que toda a empresa ficaria intacta, esperamos ouvir boas notícias de cada uma das entidades separadas que serão operacionais como parte de novas organizações.

Para os funcionários da THQ que fazem parte de empresas que não estão incluídas na venda, estamos confiantes de que o talento que têm apresentado como parte da THQ será reconhecido para você dar os próximos passos em sua carreira.

Obrigado a todos por sua dedicação e por compartilhar seu talento com a equipe THQ. Desejamos-lhe a melhor sorte e espero que você mantenha contato.

Atenciosamente,

Brian Farrell
Chief Executive Officer

Jason Rubin
Presidente

Perfil da THQ

20121223-201151.jpg

Sediada na Califórnia, em Agoura Hills, a Toy Headquarters (THQ Inc.) foi fundada em 1989 e possuia cerca de 1.600 funcionários.

A empresa produziu jogos para os principais consoles do mercado, além de jogos para consoles portáteis, celulares e computador.

Além disso, a THQ desenvolveu jogos para dei ersoa gêneros, como puzzles, RPG, simulação, ação, esportes, estratégia e tiro. Criou, licenciou e adquiriu um grupo de marcas altamente reconhecidas no mercado de games.

A THQ era composta por pelo menos 16 estúdios:

Blue Tongue Entertainment
Concrete Games
Cranky Pants Games
Heavy Iron Studios
Helixe Games
Incinerator Studios
Juice Games
Kaos Studios
Locomotive Games
Mass Media
Paradigm Entertainment
Rainbow Studios
Relic Entertainment
THQ Studio Austrália
Vigil Games
Volition, Inc.

Os principais games lançados pela produtora são: UFC 3 Undisputed, Darkstalkers, saga WWE/WWF, Saints Row 2 e 3, Banjo- Kazooie: Gruty’s Revenge, série Power Rangers, Cars, Os Incríveis e série Sonic Advance (sub licenciada pela Sega).

[ZeroQuatro] Assista a análise de Sonic & All Stars Racing Transformed (Wii U)

Primeira parte da nossa análise do novo game de corrida do Sonic. Adiantamos que é jogão!

 

PARTE 1

PARTE 2

PARTE FINAL

Mercado de consoles vai encolher, diz desenvolvedor da Sega

Além de comentar sobre o futuro dos consoles, Nagoshi comenta sobre a quantidade de botões que os videogames de hoje têm. Foto: Divulgação
Além de comentar sobre o futuro dos consoles, Nagoshi comenta sobre a quantidade de botões que os videogames de hoje têm. Foto: Divulgação

Em entrevista ao site Computer and Video Games (CVG), o desenvolvedor da Sega, e criador de Yakuza e de Super Monkey Ball, Toshihiro Nagoshi, disse que o mercado de consoles vai ficar cada vez menor e que o mercado de portátil vai ser a grande força do setor. Leia Mais »

20 anos de Sonic em 36 minutos


Saiu no CVG: Em um documentário de 36 minutos com entrevistas e um pouco de passado, a Sega conta a história do ouriço azul mais cool dos videogames. A empresa japonesa liberou no seu canal no YouTube, o The Sonic Show, um vídeo com 36 minutos em que é contada a história da criação e do desenvolvimento do Sonic. Para os nostálgicos é o momento ideal para colocar o passado a limpo.

Assista o vídeo documentário logo abaixo e viaje ao passado azul do Sonic:

Se não der para carregar o vídeo todo, assista em partes:

PARTE 1

PARTE 2

PARTE 3

PARTE 4

Acionistas põem a Nintendo na parede e querem o fim da exclusividade


O site de economia, Bloomberg, informou que os investidores estão pressionando a Nintendo para que ela desenvolva jogos para outros sitemas, como o iOS, da Apple, e em plataformas móveis. Ou seja: a exigência é que a Nintendo quebre a exclusividade, marca que a empresa mantém há anos, porque os jogos só são desenvolvidos para os sistemas nos quais a própria companhia desenvolve.

Porém, com o desempenho fraco do portátil Nintendo 3DS e do Wii, os investidores acham que a empresa tem mudar drasticamente o modelo de gestão. começando a disponibilizar as suas séries para os aparelhos e consoles mais vendidos do mercado. Leia Mais »

Crazy Taxi terá mudanças de licenças na Xbox LIVE e PSN

crazy-taxi

A Sega anunciou recentemente que o jogo Crazy Taxi, um de seus próximos jogos a serem re-lançados na Xbox LIVE Arcade e na Playstation Network, terão que sofrer algumas mudanças devido a licensas.

No caso desse jogo, serão retiradas as propagandas da Pizza Hut, e pra piorar, a trila sonora de Offspring e Bad Religion, sendo que a produtora prometeu substituir por algo parecido em breve.

Assim como o jogo Sonic Adventure, Crazy Taxi estará disponível na XBLA e PSN daqui a alguns meses e poderão ser jogados em uma resolução 4:3 nos monitores.

%d blogueiros gostam disto: