Capa >> Arquivos de Tag: tablet

Arquivos de Tag: tablet

6

Positivo lança tablet Edição Especial com 7 polegadas

O mercado brasileiro recebe nesta semana o tablet Positivo Edição Especial, que possui tela de 7 polegadas com suporte a cinco toques simultâneos e sistema operacional Android 4.1 Jelly Bean.

Com o device é possível navegar na web, compartilhar em redes sociais, acessar e-mails, ouvir músicas e ver filmes em qualquer lugar. O tablet da marca paranaense possui 11,7mm de espessura, tem 337g, com acabamento abaulado na cor branca na parte da frente e na cor prata na traseira.

O tablet tem disponível o serviço Google Play, a loja de aplicativos do Google, com mais de 1 milhão de apps disponíveis para download. O Positivo Edição Especial também possui 8GB de memória interna, acelerômetro, portas para cartões micro USB 2.0, micro SD Card.

Além disso, o o dispositivo pode ser conectado à TV, tem conectividade para Wi-Fi, câmeras frontal e traseira e teclado configurado para PT-BR (português-brasileiro). A fabricante brasileira também oferece o tablet em embalagem personalizada e com foco no público feminino. No varejo, o tablet custará R$ 369.

Gradiente começa a vender o tablet Tegra Note

Pré-lançado em outubro do ano passo, finalmente a Gradiente começa a vender o tablet de sete polegadas Tegra Note. O device tem um processador quadcore Tegra 4, da Nvidia, com GPU GeForce de 72 núcleos e CPU ARM Cortex-A15.

tegranotegradiente1

Além disso, ele opera no sistema operacional Android 4.2 (Jelly Bean), tem câmera traseira de 5 MP com HDR e foco automático; 16 GB de memória interna, com expansão para 32 GB se utilizar o slot para cartão microSD. 

tegranotegradiente2

O preço de tabela é de R$ 999 ou dez parcelas de 99 reais. A empresa brasileira também lançou uma caneta, Stylus, que custará R$ 99 e uma capa de proteção, que custará R$ 145.

Iwata mostra como foi feito o controle do Nintendo Wii U. É uma gambiarra!

GAMES Durante a seção de entrevistas Iwata Asks, no site da Nintendo, foi revelado o protótipo do controle Game Pad do Wii U. Os primeiros protótipos são bizarros, mas mostra a solução criativa da Big N de como que a empresa chegou até o controle-tablet, ou como dizem por aí, o controle de iPad, que vem no console.

Foto: Nintendo
Os desenvolvedores do Wii U: Tsubasa Sakaguchi, Yoshikazu Yamashita, Takayuki Shimamura e Katsuya Eguchi foram as vítimas da vez no Iwata Asks. Foto: Nintendo

A equipe de desenvolvimento da Nintendo, que foram as vítimas da vez do presidente Satoru Iwata, apresentou um Wii Zaper, que é um simulador de arma, com uma pequena tela de LCD, parecida com um GPS, na ponta do periférico.

Protótipo de Wii Zaper, com GPS integrado. Foto: Nintendo.

Na outra imagem, que esclarece o surgimento do controle-tablet, mostra como que foi desenvolvido o Game Pad do Wii U. Anote a receita:

– Dois controles de Wii;
– Uma fita isolante com uma cola bem resistente;
– Um tablet desenvolvido em casa – ou comprado na Santa Ifigênia;
– Duas alavancas de controle analógico com dois cabos de controle de Wii desmontados.

Depois disso, você junta tudo colando um controle em cada ponta do tablet xing ling, conecta os analógicos no tablet e pronto, você tem um Game Pad para Wii U genuninamente vindo da terra de Frankestein. E pronto, temos um belo controle, só que não.

O protótipo do Game Pad. Foto: Nintendo

Durante a entrevista que você pode conferir aqui (em inglês) nem os desenvolvedores e o próprio Iwata acreditam que a partir daquela gambiarra saiu o novo controle revolucionário da Nintendo.

Esse aparato tecnológico foi testado em mais de 30 softwares e em dois consoles de Wii que juntos simulavam o futuro Wii U. Depois disso, chegamos ao belo formato final.

Wii U Game Pad. Versão final. Foto: Nintendo.

 

Impressionante, não? O que a tecnologia não faz…

Anatel libera venda de iPad Mini e iPad 4 no Brasil

TECH A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) homologou e liberou a venda do iPad Mini e o iPad 4 para comercialização no Brasil.

De acordo com o certificado emitido pelo órgão em sua página, a Apple está apta a comercializar no País os modelos Wi-Fi e com conectividade 3G e 4G (LTE) dos dois tablets. Ainda não se sabe se os modelos serão compatíveis com as redes 4G no Brasil, que devem entrar em funcionamento a partir de março de 2013.

Os novos produtos foram apresentados pela Apple no dia 23 de outubro, nos Estados Unidos. No último dia 2, eles começaram a ser vendidos em 34 países. Mas por aqui, ainda não há previsão de quando chegam às lojas. Os preços também são uma incógnita.

Com relação aos preços, nos Estados Unidos, o iPad mini tem preço inicial de US$ 329 na versão de 16 GB Wi-Fi. Os preços aumentam US$ 100 para cada modelo de 32GB e 64GB. Já as opções com 4G (LTE) começam em US$ 459. Já a 4ª geração do iPad custará o mesmo que a versão anterior, com o modelo Wi-Fi de 16GB iniciando em US$ 499. Já o modelo com LTE e 16GB iniciará em US$ 629.

Google apresenta nova linha Nexus

TECH O Google divulgou em seu blog os novos produtos da linha Nexus, que envolve tablets e smartphones de peso, desenvolvidos em parceria com a Samsung e a LG. O novo smartphone Nexus 4, a nova versão do tablet Nexus 7 e o Nexus 10 são equipados com a versão 4.2 do Android e prometem competir de igual para igual com a linha criada por Steve Jobs. Ainda não há previsão de quando os novos modelos chegam às lojas brasileiras.

De acordo com o post publicado no blog da companhia, a principal novidade da quarto smartphone da linha Nexus é a troca de parceria: o aparelho que antes era fabricado pela Samsung agora é feito pela LG.

O tamanho da tela do quarto smartphone da linha Nexus aumentou de 4,65 para 4,7 polegadas enquanto a resolução passou de 1280 por 720 pixels para 1280 por 768 pixels. Já o processador é um quad-core de 1,5 Ghz. O smartphone estará disponível nas versões: 8 GB (299 dólares) e 16 GB (349 dólares).

Concorrência direta com o iPad

A nova aposta do Google contra a Apple são os tablets Nexus 10 e Nexus 7, ambos desenvolvidos em parceria com a Samsung. O primeiro tem tela de 10 polegadas com resolução de 2560×1600 e 300ppi. Já o processador é um ARM Cortex-A15 dual-core com 2GB de RAM e GPU Mali T604 GPU.

A bateria do novo tablet é capaz de aguentar 9 horas de reprodução de vídeos ou 500 horas no modo standby. A capacidade de armazenamento será de 16 GB ou 32 GB. Os modelos serão comercializados por US$ 399 ou US$ 499, respectivamente.

Já o Nexus 7, lançado em julho, ganhou uma atualização e tirou do mercado a versão de 8GB. Dessa forma, o tablet estará disponível em dois modelos: 16 GB (199 dólares) e 32 GB (249 dólares). Além disso, o Google desenvolveu um modelo de 32 GB capaz de se conectar a redes 3G/HSPA+ (299 dólares).

Apple mostra iPad Mini, novo iMac e MacBook com tela de retina

TECH Nesta terça-feira, 23, a Apple realizou a sua concorrida conferência de imprensa no California Theatre, em San José, estado da Califórnia. O CEO da Apple Tim Cook e o vice-presidente sênior de marketing mundial, Philip Schiller apresentaram aos jornalistas o iPad Mini, a nova linhas de computadores Mac, uma nova versão de MacBook Pro e um iMac com uma nova forma de armazenamento. O evento acontece dias antes de a Microsoft lançar o novo sistema operacional Windows 8 e o seu tablet Surface.

A empresa comemorou a venda de 100 milhões de unidades de iPads, desde o seu lançamento, em abril de 2010 – dominando 70% das vendas no segundo trimestre deste ano. “Nós vendemos mais iPads (no último trimestre) do que qualquer outro fabricante de PCs”, comemora Tim Cook.

O CEO da empresa destaca que há no mundo 200 milhões de dispositivos da Apple rodando o novo sistema operacional iOS 6 e que a loja possui atualmente mais de 700 mil aplicativos, onde os clientes têm baixado mais de 35 bilhões de apps. A empresa também destaca a liderança no mercado de desktops e notebooks nos Estados Unidos.

Ipad Mini

O iPad Mini, que foi apresentado pelo vice-presidente sênior de marketing mundial, Philip Schiller, tem 7,9 polegadas. O dispositivo é menor que a terceira versão do tablet da Apple, que tem 9,7 polegadas e é um pouco maior que os seus concorrentes Google Nexus e Amazon Kindle Fire, que tem 7 polegadas cada um.

A sua tela, que é de retina, tem a mesma resolução do iPad anterior, com 1024 x 768 e terá as versões Wi-Fi 16 GB, 32 GB e 64 GB e as versões WiFi com tecnologia celular LTE.

Além disso, o iPad Mini tem autonomia de cerca de 10 horas, uma câmera iSight 5MP e possui um processador A6X, que promete o dobro do desempenho nas tarefas do CPU e processamento de gráficos. O iPad Mini terá a disposição na App Store mais de 275 mil aplicativos desenvolidos para o tablet.

Os preços iniciais são: Wi-Fi – 16 GB (US$ 329), 32 GB (US$ 429) e 64 GB (US$ 529); Wi-Fi + LTE (celular) – 16 GB (US$ 459), 32 GB (US$ 559) e 64 GB (US$ 659). Todos os modelos estarão disponíveis em 24 países a partir desta sexta-feira, 26. O Brasil, como sempre, não está na lista da Apple, no primeiro momento.

MacBook Pro

O novo notebook da Apple terá uma tela de 13,3 polegadas será tão fino quando o MacBook Air e terá uma imagem mais nítida, por causa da tela de retina, dando uma melhor definição de imagem. O modelo inicial custará US$ 1.699.

Mac

Já o novo modelo do iMac apresenta um novo design, mais fino, com terceira geração de processadores Intel quad-core, gráficos Nvidia e uma nova opção de armazenamento de disco chamado Fusion. O preço inicial será de US$ 1.299.

Veja a galeria de imagens da coletiva da Apple:

[fgallery id=6 w=635 h=385 t=0 title=”Evento de imprensa da Apple – 23/10/2012″]

Surface é o primeiro tablet da Microsoft

Surface (Foto: Divulgação)

Após muito mistério, a Microsoft lançou nesta segunda-feira, 18, durante um evento próprio em Los Angeles, nos Estados Unidos, um tablet próprio. O Surface terá o sitema operacional Windows 8, que usa a interface Metro.

O tablet tem tela de 10,6 polegadas, 9,3 mm de espessura e pesa 700 gramas. Além disso, o Surface vem com uma capa – o Touch Cover -, porém essa capa é um teclado ultrafino e acompanha uma caneta digital.

O equipamento terá o pacote Microsoft Office, espaço interno de memoria que varia entre 32 e 128 Gb. Terá acesso para cartões de memorias microSD, micro SDXC, conexão para USB 2.0 e USB 3.0, Micro HD Video, Mini DisplayPort Video e antena 2×2 MIMO. Estes acessos estarão disponíveis dependendo da versão para Windows 8 Pro e Windows RT.

O principal executivo da Microsoft promete que tablet fabricado pela própria companhia terá preços acessíveis.

 

Dado aponta que iPad 2 ‘quebra mais’ que iPad

Segundo empresa, design de iPad 2 favorece o maior número de danos. Fofo: Divulgação

Uma empresa que vende planos de garantia para produtos fez um levantamento sobre a durabilidade dos tablets da Apple. O resultado foi no mínimo curioso. A SquareTrade analisou cerca de 50 mil unidades de iPads, tanto a primeira quanto a segunda versão, e foi constatado que o volume de iPad 2 quebrados acidentalmente é 3,5 vezes maior que o seu antecessor no prazo de 12 meses.

Entre as maiores causa de quebra acidental do iPad 2 estão na seguinte ordem:

1. Quando caem da mão durante o uso.
2. Caem da mesa.
3. Caem do carro.
4. Crianças.
5. Dentro da bolsa ou mochila.
6. Quando é atingido por algum objeto.
7. Umidade.
8. Animais.

Além disso, 9,8% dos consumidores informaram que o iPad 2 quebrou antes de completar um ano de uso.

Entre as principais causas de quebra reclamadas nas duas versões de iPad estão:

37% – Bateria.
22% – Problemas no touchscreen.
14% – Software.
9% – Alto-falantes.
8% – Botão.
10% – Outros problemas.

A pesquisa apontou que o iPad 1 (3,7%) apresentou um volume menor de quebra que o iPad 2 (10,1%).

Porém, em 12 meses, apenas 0,3% apresentaram falhas normais de mau funcionamento contra 0,9% da primeira versão do tablet da Apple.

Problemas para ligar ou na bateria lideram entre as principais queixas dos usuários das duas gerações do tablet idealizado por Steve Jobs e sua trupe.

Mesmo com estes números, a empresa fornecedora de garantias não dá um veredito final. Porém, ela desconfia de duas hipóteses:

Design mais fino, que deixa a segunda versão do tablet da Apple mais vulnerável em relação ao primeiro iPad em que a moldura de alumínio protege melhor. Levando em conta também que a extremidade curva do iPad 2 proporciona maior facilidade para que a tela seja danificada;

Smart Cover. Criado para proteger o aparelho, pode colaborar para quebra, mesmo com o dispositivo em queda. A empresa alega que os usuários que deixaram o iPad 2 cair e tentaram agarrar a qualquer custo, ajudaram a destruir o aparelho, pois ele não foi feito para proteger contra quedas. Mesmo assim, dos usuários de iPad 2 entrevistados, 72% apontam que o tablet tinha algum tipo de cobertura ao quebrar e apenas 33% usavam o Smart Cover no momento do dano. Ou seja: talvez ele não seja tão vilão assim.


INFORMAÇÕES COM MASHABLE 

 

Samsung faz mix de tablet e smartphone

É um tablet? É um smartphone? Não é um Samsung Galaxy Note. Este aparelho lançado pela empresa líder no segmento de celulares e smartphones reinventa um novo nicho de mercado. Agora a empresa quer aquele que gosta tanto de usar um tablet quanto um smartphone. Leia Mais »